De acordo com o laudo inicial de Ministério Público, o fator determinante para a queda da ciclovia foi uma falha de projeto. Foi determinante não se ter considerado o efeito das ondas, o laudo diz “o partido estrutural de mero apoio das lajes, sem qualquer tipo de ancoragem, nos pilares; neste mesmo sentido, destaca-se que o trecho afetado tem a linha de base totalmente exposta à ação das ondas”. Ou seja projeto só apoiava a laje da ciclovia e não previa qualquer ancoragem que a protegesse da força das ondas. Situação óbvia no local de construção.

Este é um exemplo claro que um projeto mal feito pode ter consequências muito graves. É muito comum as empresas comprarem projetos pelo menor preço, sem levar em conta a qualidade dos profissionais que o estão executando. Uma compra assim certamente foi feita para esta obra. Para mais detalhes ver em noticias.uol.com.br